Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.uniube.br:8080/jspui/handle/123456789/864
Título: OBSTÁCULOS AO CONHECIMENTO: UMA ANÁLISE DE PLANOS DE ENSINO DE CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NA PERSPECTIVA BACHELARDIANA
Autor(es): Martins, Adriana Paula
Palavras-chave: Obstáculo epistemológico
Cursos técnicos integrados
Epistemologia bachelardiana
Educação básica
Data do documento: 2013
Resumo: Esta dissertação insere-se na linha de pesquisa “Cultura e processos educativos” e é um subprojeto do Observatório da Educação “Interdisciplinaridade na Educação Básica: estudos por meio da arte e da cultura popular”. Tal trabalho tem como tema os obstáculos ao conhecimento no ensino técnico integrado ao ensino médio da educação básica. Nessa perspectiva, o objetivo geral é identificar as unidades de significado que podem configurar-se em obstáculos ao conhecimento expressos nos planos de ensino dos cursos técnicos integrados do IFTM. Descrever a noção de obstáculo epistemológico em Bachelard; descrever o conceito de curso técnico integrado ao ensino médio, analisar os planos de ensino e contextualizar a instituição pesquisada são os objetivos específicos propostos. A questão que norteia os estudos é: quais são os aspectos dos planos de ensino dos professores dos cursos técnicos integrados ao ensino médio do IFTM que podem configurar-se em obstáculos ao conhecimento? As discussões sobre a problemática identificada são fundamentadas, sobretudo na teoria epistemológica de Gaston Bachelard (1996, 1978a, 1978b). Essas obras desenvolvem a construção do conceito científico e analisam a natureza dos obstáculos epistemológicos. Com relação à abordagem, utiliza-se a qualitativa, como a entendem Menga Lüdke e Marli André (1986) e Carlos Brandão (2003). A metodologia abrange uma pesquisa documental e bibliográfica e tem a fenomenologia como matriz epistemológica.Nos procedimentos de análise recorre-se ao estudo das unidades de significado e das categoriassegundo Bicudo (2000). Identifica-se que as categorias conhecimento utilitário e a transmissão de conhecimentos podem constituir-se em obstáculos ao saber, segundo interpretação à luz do conceito bachelardiano de obstáculo epistemológico. Como conhecimento utilitário entende-se aquele voltado para atender os anseios da sociedade e do mercado de trabalho. Quando construído para atender uma utilidade, ele se finda ao alcançar tal propósito, bloqueando a construção de novos saberes. Na transmissão do conhecimento identificou-se que o aluno recebe de forma passiva um conteúdo pronto transmitido pelo professor. A partir dos estudos teóricos, entende-se que, na construção de saberes, o erro faz avançar no processo formativo e que se deve identificar as possíveis generalizações, as ideias baseadas no senso comum ou na experiência primeira, no utilitarismo, na transmissão de conhecimento pronto e acabado, entre outros obstáculos que podem bloquear a pedagogia científica, conforme refletido por Bachelard. É a partir dessa identificação que o saber progride, pois tem condições de superar cada obstáculo ao conhecimento e passar de um saber a outro.
URI: http://dspace.uniube.br:8080/jspui/handle/123456789/864
Aparece nas coleções:TURMA 8

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ADRIANA PAULA MARTINS.pdf624,61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.