Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.uniube.br:8080/jspui/handle/123456789/1824
Título: PULPOTOMIA EM DENTES DECÍDUOS: REVISÃO DE LITERATURA
Autor(es): DOS SANTOS LIMA, MILENA CRISTINA
Palavras-chave: Pulpotomia
Hidróxido de Cálcio
Formocresol
Agregado Trióxido Mineral
Data do documento: 4-Dez-2021
Resumo: A Pulpotomia em dentes decíduos é uma técnica de terapia pulpar em que é realizada a remoção da polpa dental infectada da parte coronária e mantida a polpa radicular para manter os dentes decíduos na cavidade oral e não causar danos para a cavidade oral da criança. Apesar de ser uma técnica que é usada há anos mesmo assim ainda causa muitas duvidas quanto ao medicamento a ser utilizado e pela dificuldade de diagnóstico da condição pulpar do dente. Este trabalho tem como objetivo revisar uma literatura sobre a pulpotomia em dentes decíduos e os medicamentos utilizados na pulpotomia, como hidróxido de cálcio, formocresol, Laser Terapia, MTA (Agregado Trióxido Mineral) dentre outros e estudar sobre as características, indicações, contra-indicações e técnicas de cada material. Mesmo com tantos materiais disponíveis o mais importante é correto diagnostico pulpar para a correta indicação do material a ser utilizado. Para realizar este trabalho, foram utilizados livros, artigos, pesquisas no Google acadêmico com publicação entre os anos de 1986 a 2021. Foi possível entender que a pulpotomia tem grande importância no tratamento endodôntico dos dentes decíduos e juntamente com o material adequado apresenta uma ótima taxa de sucesso, fazendo com que os dentes decíduos fiquem na cavidade até a data de esfoliação.
URI: http://dspace.uniube.br:8080/jspui/handle/123456789/1824
Aparece nas coleções:ODONTOLOGIA 2021/2

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PULPOTOMIA EM DENTES DECIDUOS -REVISÃO DE LITERATURA.pdf237,5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.